Ingratidão – Como lidar com essa dor

 

Oi gente, tudo certinho com vocês?

Hoje vamos conversar sobre mais um assunto doloroso: a ingratidão.

O foco do blog não é a tristeza, muito pelo contrário…é conversarmos sobre assuntos que envolvem a vida de verdade…Sim! A vida de verdade! Porque no Instagram , Facebook e afins todo mundo é bonito, feliz, viaja, vive sorrindo pra lá e pra cá….Mas a vida de verdade, além de bons momentos, tem também suas mazelas…e a melhor forma de resolver uma situação, não é fugindo, mas sim, encarando o problema de frente, buscando entender o que de fato acontece e conversando sobre o assunto. Então…vamos lá conversar sobre a ingratidão?

desert-279862_1280

A definição do dicionário para a palavra ingratidão é:

 1) qualidade ou ação de quem é ingrato; falta de gratidão, de reconhecimento.
2) caráter, propriedade daquilo que não proporciona resultados satisfatórios, que não compensa o trabalho e esforço despendido ou que se mostra difícil e árduo.
 A pessoa ingrata é aquela incapaz de perceber ou reconhecer o bem que o outro fez ou tem feito para ela.
Existem dois tipos de pessoa ingrata:
1)  O ingrato distraído: é aquele tipinho que é ingrato não por maldade, mas simplesmente porque não percebe que um bem recebido dever ser reconhecido. Por exemplo:  Você sempre dá carona, “quebra-um-galho”, faz algo pela pessoa e, em uma situção oposta, ela não faz o mesmo, mas não por maldade,e sim por se tratar de um a pessoa sem noção mesmo. Com esse tipo de ingrato, é possível conversar e expor seu lado, pois, provalvelemente, irá reconhecer a “bola fora”, mas tentará melhorar, agir diferente.
2) O segundo tipo de ingrato é aquele  tipo de pessoa centrada em si, egoísta, que não percebe que o mundo não gira ao redor dela. Este caso é muito mais grave do que o primeiro, pois trata-se de  uma falha de caráter. Com esse tipo de ingrato, é muito mais difícil de se lidar ou de fazê-lo perceber que sua atitude prejudica ao seu próximo e a ele mesmo.
A ingratidão dói na alma  porque quando fazemos o bem para uma pessoa, esperamos, ao menos, que ela não nos faça mal.E o ingrato, inevitavelmente, nos causa algum dano, seja físico ou emocional.
E como agir em uma situação de ingratidão?
Primeiro, independente de qualquer coisa, em seu coração, perdoe o ingrato. Se você tem dúvidas sobre por quê deve perdoar uma pessoa, sugiro que leia o Post: Perdão: o remédio da alma. Se o ingrato for do tipo 1, chame-o para uma conversa sincera. Provalmente, você estará mostrando-lhe uma face da própria personalidade que o ingrato desconhece. Mas vamos com calma, ok? Nada de brigas ou discussões: apenas demonstre seus motivos de uma forma calma e tranquila. Provavelmente, você estará ajudadando o ingrato a tornar-se uma pessoa melhor.
E se o ingrato for do tipo 2? Perdoe-o também. Se julgar conveniente, chame-o para uma conversa sincera. Mas lembre-se de que talvez ele não  compreenda ou não assuma seus erros. Pessoas ingratas do tipo 2 costumam ser orgulhosas também…
Muitas  vezes, para proteger nossa saúde emocional e para livrar nossos corações de possíveis decepções e mágoas é necessário afastar-se de algumas pessoas…ou, pelo menos impor alguns limites no relacionamento.Triste? Sim! Mas, em algumas situações, necessário!
Superbeijo
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s